publicidade

Renovação do estádio San Siro ganha novos detalhes

O plano abrange a introdução de sistemas inteligentes e uma extensa cobertura para controle acústico de eventos musicais
Reprodução: Site Arco Associati
Reprodução: Site Arco Associati

A atualização do icônico estádio San Siro ganhou novos detalhes. Recentemente, o prefeito de Milão se encontrou com representantes da Inter e do Milan, bem como o CEO da empresa WeBuild, para debater as melhorias no estádio. O desfecho dessa reunião foi avaliado como positivo.

A WeBuild apresentou sua proposta para a construção do estádio, acompanhada de um estudo de viabilidade previsto para ser entregue até junho. A Inter e o Milan poderão apresentar seus planos para expor suas concepções para a revitalização, contemplando melhorias nas áreas VIP, serviços ao cliente, acessibilidade e infraestrutura externa.

Reprodução: Site Arco Associati

Ambos os clubes concordam em não aumentar significativamente os preços dos ingressos normais, optando por aumentar a receita por meio de áreas VIP e atividades pré-jogo. Um museu também está sendo considerado essencial. As equipes estão analisando suas necessidades e tentarão conciliá-las durante o processo de reforma. Quanto à titularidade do estádio, atualmente nas mãos do município, será necessário transferi-lo para os clubes para que a reforma prossiga. Isso pode ser feito por meio de uma transferência imediata e definitiva ou por meio de direitos sobre o terreno.

A questão sobre o Estádio requer atenção em dois aspectos. O primeiro envolve a titularidade do estádio, atualmente sob responsabilidade do município. No entanto, para dar continuidade à reforma, é necessário que a propriedade seja transferida para os clubes.

Isso pode ser alcançado por meio de uma transferência imediata e definitiva ou por direitos sobre o terreno, possibilitando que os clubes adquiram a propriedade ao final do processo, enquanto também lhes permite registrar o estádio como sua propriedade imediatamente.

O gestor de projetos do estúdio Arco Associati apresentou aspectos cruciais do projeto para a reforma do estádio San Siro. O plano abrange a introdução de sistemas inteligentes e uma extensa cobertura para controle acústico de eventos musicais. Também está prevista a revitalização da área, com a criação de um amplo parque esportivo, espaços de lazer e dois edifícios “totem” que potencialmente abrigariam as sedes do Milan e da Inter. Os lugares VIP variarão de 5 mil a 8 mil, oferecendo diferentes tipos de assentos ou camarotes.

Reprodução: Site Arco Associati

Quanto ao cronograma das obras, a remodelação pode ser realizada em etapas, sendo a primeira fase planejada até 2026, coincidindo com as Olimpíadas e o centenário do estádio. O prefeito destacou que, desde o início, os clubes mostraram resistência à ideia de renovar San Siro devido ao receio de ter que jogar em outro local por 2 a 3 anos. Portanto, uma solução que permita manter a capacidade do estádio durante as obras será analisada com grande interesse.

Confira o projeto completo.

Compartilhe:

publicidade

Vinícius Filgueira de Souza Rocha, 22 anos, atualmente sou jornalista do Sports MKT, um portal de notícias dedicado ao mercado de marketing esportivo.

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados no espaço “opinião” não refletem necessariamente o pensamento do Sports MKT, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

POST RECENTES

Sand Series arrecada fundos para construção de quadra em comunidade de São Paulo
Vitória do Bayer Leverkusen mostra que há luz no fim do túnel do futebol
New York Jets revela nova identidade visual
New York Jets revela novos uniformes "Legacy Collection" para a temporada 2024
Fórmula 1 anuncia retorno do GP da Austrália como corrida de abertura na temporada de 2025
Arsenal e PRIME lançam garrafa personalizada