publicidade

PFL anuncia Unibet como parceira oficial de apostas

A parceria foi oficializada pela empresa em suas redes sociais
Arte: Sports MKT
Arte: Sports MKT

A Professional Fighters League (PFL) está fortalecendo sua presença no mundo das apostas esportivas com uma nova parceria. A PFL, conhecida por suas competições de artes marciais mistas (MMA), revelou que a Unibet, casa de apostas online pertencente ao Grupo Kindred, foi nomeada a parceira oficial de apostas e a casa de apostas oficial da divisão PFL Europe, abrangendo o Reino Unido e a França.

Essa colaboração de dois anos está programada para ser lançada durante o aguardado evento PFL Europe Paris, marcado para o dia 7 de março de 2024, na Accor Arena. Este evento não apenas trará confrontos entre lutadores, mas também marcará o início dessa parceria.

Não é a primeira vez que a PFL e a Unibet se unem. No evento de Paris da PFL Europe em 2023, essas duas potências já haviam colaborado.

Combinando MMA com a empolgação das apostas esportivas, a parceria entre a PFL e a Unibet promete elevar o entretenimento esportivo.

Compartilhe:

publicidade

Victor Boscato, 21 anos, jornalista, atua no mercado esportivo há 3 anos. Trabalhou como redator do Denarius e São Paulo Para Crianças.Trabalha na Neo Brands atualmente e atua como estagiário dessa agência de publicidade brasileira com foco em marketing esportivo.

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados no espaço “opinião” não refletem necessariamente o pensamento do Sports MKT, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

POST RECENTES

Polêmica na distribuição de ingressos para a final da Liga Europa no Aviva Stadium
Brentford FC inova com tecnologia de dados em seu estádio
Stuttgart celebra modernização da MHP Arena
Umbro e Santos revelam uniformes para 2024 com homenagem à Vila Belmiro
Vasco anuncia novo uniforme para a temporada 2024 com homenagem a Roberto Dinamite
Premier League terá novas regras financeiras após votação unânime dos clubes