publicidade

O Surf chegando ao asfalto

A chegada das piscinas de ondas artificiais no Brasil representa uma nova experiência, única e inovadora para o surf no país
Foto: Aleko Stergiou

Uma das grandes estratégias da WSL é aproximar o surf dos fãs e conquistar um número de praticantes e admiradores cada vez maior. Há um fenômeno interessante acontecendo no surf brasileiro: o investimento crescente em piscinas de ondas artificiais. Em um período de dois anos, os condomínios Praia da Grama (Itupeva) e Boa Vista Village (Porto Feliz), ambos no interior de São Paulo, inauguraram suas praias artificiais.

Segundo Ivan Martinho, presidente da WSL no Brasil, esse investimento é estratégico para popularizar o surf além das praias, atingindo o público que possui interesse no esporte mas mora distante do litoral. Localizadas em condomínios de alto padrão, as piscinas de ondas artificiais são uma nova fonte de renda para a WSL e uma possibilidade de conquistar um novo público AAA.

Em outubro de 2023, a WSL realizou a primeira competição oficial do campeonato em uma piscina de ondas, o Circuito Banco do Brasil de Surfe, na última etapa do Qualifying Series (QS). O surf, nos últimos anos, vem passando por um processo de popularização que demanda que o esporte encontre maneiras de se reinventar para poder atrair cada vez mais público e investimento.

Foto de Aleko Stergiou

Inspirada no Surf Ranch, piscina de ondas artificiais do Kelly Slater e etapa oficial do Championship Tour (CT), as piscinas brasileiras reforçam a capacidade tecnológica do surf brasileiro e a qualidade técnica dos surfistas. Entretanto, assim como qualquer nova tendência que surja no esporte, há algumas ressalvas consideradas pelos surfistas: o preço para surfar nas piscinas, que são altamente nichadas, e a descaracterização do surf como um esporte natural de praia, elemento essencial para a identidade surfista.

É controverso que as piscinas da Praia da Grama e Boa Vista Village façam parte de uma estratégia para democratizar o surf devido ao preço e dificuldade de acesso para a maioria dos surfistas; porém, são um tiro certeiro para levar o esporte mais longe e atingir novos públicos qualificados. Além disso, o surf, esporte intimamente ligado à natureza, também representa uma maneira de levar o ambiente e a cultura praiana para novos lugares geograficamente distantes das praias.

As piscinas de ondas artificiais no Brasil são uma nova experiência, ainda em fase de adaptação, mas com tudo para serem referências de uma nova maneira de surfar. Com ondas perfeitas e capacidade de apresentar mais de 30 tipos de ondas e aproximadamente 1.000 por hora, a tecnologia das piscinas é inédita no Brasil e deverá passar a fazer parte das agendas de treinamento dos principais surfistas do país, uma vez que as piscinas evidenciam as características mais técnicas da performance dos atletas.

A realização e o sucesso do Circuito Banco do Brasil de Surfe na Praia da Grama demonstram a versatilidade do esporte e o crescente investimento no surf brasileiro. Além disso, as praias artificiais também podem demonstrar um novo formato de transmissão da competição, um pouco mais dinâmico, uma vez que as ondas são programadas e não há a espera e a avaliação das escolhas das ondas em alto mar. Sem dúvidas, é uma nova experiência, diferente e inovadora, que agregará ao esporte e aos atletas, amadores ou profissionais, no Brasil.

Compartilhe:

publicidade

Carolina Pieruccetti, 24 anos, formada em Publicidade e Propaganda com ênfase em Marketing pela ESPM e apaixonada por surf. Iniciou sua trajetória profissional nas equipes de Marketing Digital e Trade Marketing de grandes multinacionais como MSD e Danone e, hoje, atua como Analista de Desenvolvimento de Produtos na Umbro. Sempre em busca de aprender coisas novas, busca escrever conteúdos capazes de unir seu esporte do coração, o surf, com temas relacionados à Marketing e publicidade.

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados no espaço “opinião” não refletem necessariamente o pensamento do Sports MKT, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

POST RECENTES

Polêmica na distribuição de ingressos para a final da Liga Europa no Aviva Stadium
Brentford FC inova com tecnologia de dados em seu estádio
Stuttgart celebra modernização da MHP Arena
Umbro e Santos revelam uniformes para 2024 com homenagem à Vila Belmiro
Vasco anuncia novo uniforme para a temporada 2024 com homenagem a Roberto Dinamite
Premier League terá novas regras financeiras após votação unânime dos clubes