publicidade

Entenda a mudança de foco da Nike no futebol

Ao que tudo indica, a Nike mudou seu foco no meio do futebol
Reprodução: Instagram Barcelona
Reprodução: Instagram Barcelona

Em uma mudança estratégica, a gigante global de artigos esportivos, Nike, despertou discussões ao redirecionar seu foco, supostamente afastando-se do futebol masculino. Isso deixou fãs e a indústria especulando sobre o futuro da marca no esporte.

Essa movimentação foi especialmente evidente ao longo de 2023, com a Nike encerrando várias parcerias e contratos relacionados ao futebol, desde uniformes até chuteiras e bolas de torneios. Alguns observadores sugerem que as ações da Nike indicam um declínio no interesse pelo futebol masculino.

As raízes dessa mudança percebida remontam a 2019, quando a Nike, em conjunto com a Copa do Mundo Feminina de 2019, anunciou uma mudança estratégica em sua abordagem. A gigante do vestuário esportivo declarou um aumento no foco no futebol feminino e um compromisso mais amplo com outros esportes.

Desde esse anúncio, a tendência só se intensificou, com um aumento significativo nos investimentos e na atenção direcionada ao futebol feminino e aos esportes em geral, enquanto o futebol masculino sofre uma redução tanto em apoio financeiro quanto em foco.

Vários times de futebol e seleções nacionais renomados encerraram recentemente suas parcerias com a Nike, incluindo Galatasaray, RB Leipzig, Nova Zelândia e em breve, Portugal. Notavelmente, a Nike optou por não renovar contratos de fornecimento de uniformes com grandes times da Premier League, como Manchester City e Manchester United, sendo este último agora o time de elite da Adidas. O acordo entre Manchester United e Adidas atualmente ostenta o título do mais valioso do mundo.

Arte: Sports MKT

Essa mudança é ainda mais evidente nos contratos de jogadores. Desde 2020, a Nike perdeu mais de 50 de seus contratos mais significativos. Somente em 2023, mais de 10 jogadores, na maioria migrando para Adidas ou Puma, viram seus contratos com a Nike expirarem. No entanto, a Nike ainda mantém parcerias com jogadores de destaque como Kylian Mbappé, Erling Haaland, Jamal Musiala e Vinícius Jr.

As renovações mais recentes de Haaland e Vinícius Jr. indicam a intenção da Nike de manter os jogadores mais comercializáveis. No entanto, muitos jogadores abaixo desse nível agora buscam novos acordos de fornecimento para garantir contratos lucrativos.

Em uma virada, a Nike perdeu o contrato para fornecer bolas para todas as competições da Conmebol em 2023 e, a partir da temporada 2025-26, não será mais a fornecedora da Premier League, sendo substituída pela Puma. Isso marca uma mudança significativa, já que a Nike anteriormente fornecia bolas para La Liga, Serie A e Premier League. A Puma, ao lado da Adidas, agora emerge como uma das principais fabricantes oficiais de bolas globalmente.

A pergunta que paira sobre a comunidade do futebol é se a Nike realmente perdeu o interesse no futebol masculino. Com a saída de times-chave, jogadores e contratos de ligas importantes, a indústria aguarda os próximos capítulos do papel em evolução da Nike no lindo jogo.

Compartilhe:

publicidade

Victor Boscato, 21 anos, jornalista, atua no mercado esportivo há 3 anos. Trabalhou como redator do Denarius e São Paulo Para Crianças.Trabalha na Neo Brands atualmente e atua como estagiário dessa agência de publicidade brasileira com foco em marketing esportivo.

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados no espaço “opinião” não refletem necessariamente o pensamento do Sports MKT, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

POST RECENTES

Sand Series arrecada fundos para construção de quadra em comunidade de São Paulo
Vitória do Bayer Leverkusen mostra que há luz no fim do túnel do futebol
New York Jets revela nova identidade visual
New York Jets revela novos uniformes "Legacy Collection" para a temporada 2024
Fórmula 1 anuncia retorno do GP da Austrália como corrida de abertura na temporada de 2025
Arsenal e PRIME lançam garrafa personalizada