publicidade

Dwayne ‘The Rock’ Johnson fecha acordo de US$30 milhões com a WWE

Reprodução: Instagram The Rock
Reprodução: Instagram The Rock

Em uma jogada estratégica, Dwayne “The Rock” Johnson assegura um papel significativo no futuro da WWE ao ingressar no conselho da TKO Group. Essa expansão eleva o tamanho do conselho de 11 para 13 membros. O executivo de tecnologia Brad Keywell também assume uma posição diretiva.

Simultaneamente, Johnson firma um acordo lucrativo de merchandising e promoção com a WWE, concedendo à gigante da luta livre os direitos sobre seu nome, imagem e semelhança por uma década. Em troca, a TKO Group se compromete a conceder a Johnson ações avaliadas em mais de US$30 milhões, cotadas em cerca de US$76 por ação com base na média recente de 30 dias, aproximadamente 400.000 ações.

Potencial Recompensa Extraordinária

Com a recente avaliação da TKO em US$105,98 por ação há apenas quatro meses, o prêmio de ações de Johnson tem o potencial de disparar. Se a TKO retornar a essa avaliação, as ações do ator podem valer mais de US$42 milhões, apresentando uma recompensa substancial.

Plano de Distribuição de Ações

A distribuição das ações ocorre em fases, com Johnson recebendo 25% das ações imediatamente após a ativação do acordo. Outros 25% seguirão ao final do ano, enquanto a metade restante será distribuída mensalmente ao longo de 2025, condicionada ao cumprimento de marcos predeterminados delineados no acordo de serviços não divulgado.

O acordo consolida a estreita associação de Johnson com a WWE, onde sua carreira começou como artista em 1996. Apesar de concepções equivocadas anteriores, nunca houve uma disputa sobre o uso do nome ‘The Rock.’ Vince McMahon entregou gentilmente os direitos a Johnson, fomentando uma relação positiva.

Royalties Contínuos e Presença na WWE

Além do acordo de ações, Johnson continua a receber royalties por suas aparições na WWE, acumulando US$491.000 somente em 2023. Seu retorno recente a eventos da WWE alinha-se a essa parceria estendida, marcando uma fusão sinérgica de negócios e entretenimento.

A venda da WWE por McMahon para a Endeavor Group Holdings, que posteriormente fundiu a WWE com a UFC na TKO, sinaliza uma nova fase para ambas as entidades. O envolvimento multifacetado de Dwayne Johnson adiciona uma camada de intriga à evolução contínua dessas icônicas marcas esportivas e de entretenimento.

Compartilhe:

publicidade

Victor Boscato, 21 anos, jornalista, atua no mercado esportivo há 3 anos. Trabalhou como redator do Denarius e São Paulo Para Crianças.Trabalha na Neo Brands atualmente e atua como estagiário dessa agência de publicidade brasileira com foco em marketing esportivo.

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados no espaço “opinião” não refletem necessariamente o pensamento do Sports MKT, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

POST RECENTES

Polêmica na distribuição de ingressos para a final da Liga Europa no Aviva Stadium
Brentford FC inova com tecnologia de dados em seu estádio
Stuttgart celebra modernização da MHP Arena
Umbro e Santos revelam uniformes para 2024 com homenagem à Vila Belmiro
Vasco anuncia novo uniforme para a temporada 2024 com homenagem a Roberto Dinamite
Premier League terá novas regras financeiras após votação unânime dos clubes